# 57 - A Rivalidade

Sobre a Carta

Naipe: Oito de Espadas
Verso: "Sete vezes cai o justo, e se o é, outras sete volta-se a levantar."
Chaves: EQUILÍBRIO DAS FORÇAS - RECONHECIMENTO DOS INSTRUMENTOS PESSOAS - IDENTIFICAÇÃO DAS DIFICULDADES PARA A REALIZAÇÃO DOS OBJETIVOS - ARGUMENTOS QUE LIBERTAM MEDOS
Astro: Júpiter
Cabalah: C - 3
Sobre:

Mostra um momento onde a pessoa percebe que ela tem argumentos para defender suas idéias, está reconhecendo suas armas, suas capacidades e perdendo o medo de enfrentar certas situações que ela temia. Por exemplo, o jovem buscando se auto afirmar na família. Você está encontrando provas para se defender em relação ao julgamento dos seus valores das suas capacidades. Perdendo o medo de lutar pelo aquilo que você quer. e muitas vezes percebendo que não era tão difícil realizar o que você quer. Fala de uma luta, de inimigos. Mas estes não são mais fortes do que a força que você tem. No passado estes inimigos imperavam, impediam o desenvolvimento das suas capacidades, você está ganhando força, no presente, as forças estão equiparadas e no futuro você vai superar estas oposições. Estes inimigos em geral são a própria família e traumas causados pela educação, ou no âmbito mais geral a cultura da própria sociedade. A competição, ambiente profissional conturbado, você tem que desenvolver um jogo de cintura maior. Use sua competência.

Simbolos

Plano Espiritual: "A virtude humana da própria estimação."

No Plano Espiritual, as esfinges guardiões das portas dos templos, protegendo o templo e o soldado em batalha. Os leões do ontem e do amanhã, eternos vigilantes, olham para o passado e o futuro, e usam a sabedoria adquirida.

Plano Mental: "O princípio da destreza."

No Plano Mental dois jovens jogando gamão. Simboliza o jogo e a lógica como as melhores armas para solucionar uma disputa. Dois Príncipes Sacerdotes – Setna e Nefrekeptah – disputando pelo Livro de Thot, que continha toda a sabedoria dos deuses.

Plano Fisico: "A Rivalidade como prova de competência entre os oponentes."

No Plano Material, duas mãos, uma segura o cetro, hieróglifo para “ser forte, mostrar dureza” e a outra um flagelo, “ser forte, reinar”. As armas de força equiparadas, demonstram que não é necessário usar a força. A disputa está mais ao nível dos argumentos, do raciocínio.

Astro e a Casa:
Princípio:
Dica da Cabalah:

Exemplos

  • Adquirir instrumentos de trabalho
  • Mexer com papéis
  • Procurar soluções
  • Resolver problemas
Amor:
Cuidado com o jogo. Dê mais valor a si mesmo, você tem argumentos indiscutíveis, não tenha medo. Só você é capaz de mexer com ele(a) tanto como ele(a) faz com você. Descubra as suas melhores armas.
Trabalho:
Confie em si mesma(o). Você está armado com suas próprias armas. Tem razão. E tem argumentos. Não precisa nem entrar na luta. Competição se vence com competência. Quem usa talentos e habilidades não teme. Se alguém tentar te sabotar, só vai fazer é ajudar a ressaltar seu valor. Não tema. Mas tente uma posição melhor, toda a vez que somos competentes demais para um cargo, os de cima tem medo, e tentam nos por para baixo. Não deixe isso acontecer. Ouse subir um degrau.
Familia:
Conflitos. Porém boas noticias: Você encontrou o argumento certo, que te livra de qualquer culpa e obrigação :-)
Caracter:
Argumentador - Briguento - Competitivo