# 08 - A Justiça

Sobre a Carta

Naipe: Rei da Mente
Verso: "Edifique um altar em seu coração, mas não faça teu coração um altar."
Naipe: Rei da Mente
Verso: "Edifique um altar em seu coração, mas não faça teu coração um altar."
Chaves: REDIRECIONAMENTO - REDEFINIÇÃO PROFISSIONAL - REAVALIAÇÃO DOS OBJETIVOS - RESGATE DE IDEAIS E CAPACIDADES - RETOMADA DO AMOR PRÓPRIO - PRAXIS
Astro: Saturno em Capricórnio
Cabalah: Heth - 8
Sobre:

A Justiça inicia o segundo naipe dos Arcanos Maiores. Como primeira carta do naipe, significa o estabelecimento de metas para a realização de mais uma etapa da Tarefa Cármica. Neste ciclo, o objetivo é descobrir quais são os nossos dons e encontrar um espaço na sociedade para nos expandirmos através deles, visto que os dons são nossas ferramentas para a realização do Carma. Utilizá-los significa cumprir nossa missão como seres humanos. Você está fazendo um balanço geral. Como anda a sua realização? Está contente consigo mesmo? Sente-se realizado? Chegou a hora de fazer justiça a si próprio. Reconhecer seu direito de realizar a própria Vontade. Você já colocou os problemas alheios e até a realização dos outros como prioridade na sua vida. Também já seguiu a direção que os outros lhe deram. Agora é hora de dar importância a si mesmo. Reconhecer a própria Vontade. Desejos são aqueles impulsos que geram a necessidade de compensar nossas dificuldades de interação com o ambiente. Desejos satisfazem as carências. Só a Vontade satisfaz os anseios do nosso Espírito. A Vontade vem da necessidade do nosso Ser de realizar os dons e exercer sua função na sociedade. Nesse momento, é como se seu Espírito estivesse implorando para ser ouvido. Concentre-se nas suas capacidades. Mesmo seguindo objetivos que não eram genuínos seus, você esteve utilizando suas capacidades. Se você ajudou o outro a crescer, é por que tem potencialidades. Use-as agora para promover os seus próprios ideais. É hora de fazer justiça a si mesmo, de dar mais valor aos seus dons e aos seus objetivos de vida, passando a dar prioridade a tudo aquilo que ainda não conseguiu alcançar. Você está questionando tudo. Na profissão, está em busca de uma maior realização. Você não quer apenas sobreviver. Quer aprender e crescer. Se a sua atividade não te permite isso, você vai querer mudar. Mesmo se precisar se preparar para isso. Nas relações, você está muito mudado. Esteve se dedicando muito aos outros mas, deixou de pensar em si. Vai ficar mais egoísta. Dando mais valor a si próprio, conquistará um reconhecimento maior.

Simbolos

Plano Espiritual: "A razão pura, o absoluto em ato, o rigor e a moderação, a Justiça como lei fatal da existência."

A coroa dos chifres de vaca rodeando o sol com as penas de avestruz eram usadas pelas rainhas da 18ª dinastia. Essa dinastia foi marcada por poderosas Rainhas como Hatchepsut, uma grande rainha que reinou sozinha após a morte de seu pai, concentrando seu reinado em política doméstica e em comércio exterior ao invés de força militar; e Nefertiti, que junto a seu marido, promoveu uma revolução religiosa. Esta coroa é um símbolo da Hator, a deusa protetora das mulheres, deusa da música, da dança e da cerveja. Representando a Força feminina e a Tarefa cármica: obrigação de cumprir sua missão de Ser Si Mesmo

Plano Mental: "A força do direito, a conquista da felicidade como consequência da moderação do reto pensar. "

Maat, deusa da verdade e da justiça, sentada numa posição própria sobre os degraus da Colina Primordial. Filha de Rá, irmã e esposa de Thot, nasceu das águas primordiais. Seu dever era prevenir o mundo de voltar ao estado de caos. Os degraus também são símbolos desse momento de criação, o monte primordial. Maat é o símbolo de verdade e justiça. O poder do Faraó e dos Juízes era concebido por Maat, pois eles defendiam seus princípios e mantinham a ordem. Até o Faraó “monoteísta” Akhenaton Maat em sua doutrina. Ela tem nas mãos a balança e a espada, objetos encontrados no “Livro dos Mortos”, assim como a pena de avestruz. Os Livros dos Mortos eram inscrições postas nos túmulos instruindo o morto em sua jornada pelo submundo. Após a morte, o espírito iria para o submundo e lá seu coração (representado a consciência) era posto numa balança, onde seu peso era comparado com o peso de uma pena de avestruz. Se a pessoa tivesse vivido uma vida honesta, livre de crime ou mentiras…, seu coração seria tão leve quanto a pena de Maat, e então o indivíduo seria absorvido, se juntando aos outros deuses. Os culpados eram devorados pelo devorador de almas, Ammit. No tarot, a balança simboliza a Justiça, o poder da pessoa promover a realização dos seus dons. Mostra que a pessoa está centrada naquilo que ela quer fazer, pois quando você realiza os seus dons, você será gratificado. A balança pesa o poder e a prosperidade. Já a espada é o símbolo da missão, de sua função. O Carma como o dever de desenvolver os dons. Os dons são em si as espadas que você usará para cumprir sua missão, de manter a ordem e promover a evolução do universo e da sociedade.

Plano Fisico: Tende a evolução e a involução, a atração e a repulsão, o que é grato e ingrato simultaneamente.

A colina primordial simbolizada pelos três degraus – a origem do universo – os mundos: Mundo dos Mortos, dos Homens e dos Deuses – Corpo, Mente, Espírito. A serpente Ouroboros ao redor do círculo solar representando a eternidade e o poder do sol. A ordem do cosmos, da natureza.

Astro e a Casa: Saturno em Capricórnio
Princípio: "A Justiça no ato de conhecer e decidir com razão."
Dica da Cabalah: Heth: O mistério do Plasma Mater em cujo seio dorme a vida. O princípio da existência elementar, a repartição em igualdade, a consciência como manancial do conhecimento.

Exemplos

  • Assumir sua realização pessoal como algo realmente importante
  • Bom para redefinir a carreira
  • Lidar com injustiças e prejuízos através da justiça
Exemplos: Bom para redefinir a carreira. Lidar com injustiças e prejuízos através da justiça. Assumir sua realização pessoal como algo realmente importante.
Amor: Tudo para você sempre foi mais importante do que o Amor. Não mais, agora o foco é fazer tudo o que você ainda não fez e não viveu.
Trabalho: Sua vida profissional pede renovação. Identifique quais são suas especialidades. O que você sabe fazer melhor? Seus talentos devem guiar você para uma vida nova.
Familia: Hora do juízo final! Chega de provar para os outros o que você é o que não é. Assuma suas características sem medo. Ser você é a sua ÚNICA obrigação!
Caracter: Justo, neutro, analítico, observador, ponderado.