# 06 - A Indecisão

Sobre a Carta

Naipe: Naipe do Espírito
Verso: "Trabalhos me dás, Senhor, mas com eles fortaleza."
Naipe: Naipe do Espírito
Verso: "Trabalhos me dás, Senhor, mas com eles fortaleza."
Chaves: LIVRE ARBÍTRIO - PREPARO PARA TRANSIÇÃO - NECESSIDADE DE VARIAÇÃO - ABERTURA DE NOVOS HORIZONTES
Astro: Vênus em Touro
Cabalah: Vau - 6
Sobre:

A Indecisão descreve nossa capacidade de realizar as tarefas, passo a passo. Dividir a energia. A realização depende das bases. Saber estabelecer as prioridades é uma arte. Ela diz, que para você poder fazer o que quer, primeiro precisa satisfazer suas necessidades. Mostra que para plantar é preciso adubar a terra. Ou seja, só a conquista de estruturas básicas abre a possibilidade de investir no desenvolvimento dos nossos dons. Tendo uma estrutura sólida, agora, poderá explorar outras fronteiras. Você estava dividido, e sentindo que faltava alguma coisa na sua vida. Mas recentemente está encontrando a satisfação em atividades e vivências novas, e isso abre portas para o desenvolvimento de outros ideais e talentos. Porém, você ainda está inseguro, observando e experimentando. É necessário olhar mais para seu redor. Explore o maior número de oportunidades. E você estará atento a isso. Está com sede de vida. Muitas chances vão surgir, porém, quando encontrar o caminho certo, não haverá dúvida. Quando você identificar aquela situação que permite você utilizar as potencialidades que quer desenvolver agora, e tiver a chance de atingir todos os seus anseios, não irá titubear. A oportunidade vai ser boa demais, quando perceber, já terá mergulhado nela, como numa paixão. Estão surgindo caminhos para acabar com a divisão. Você vai encontrar uma fórmula de realizar tudo o que você gosta e precisa, tanto profissional quanto afetivamente. É uma carta que mostra a possibilidade de que no futuro haverá uma integração maior, mas no momento em que ela aparece, mostra um período de dúvidas diante de muitas opções. Você vem se sentindo muito dividido. Investindo em várias frentes. Mas não consegue desenvolver-se bem em nenhuma, e assim realizar-se por completo. Por isso teve que se concentrar no suprimento das necessidades. Agora, que está atingindo uma estabilidade maior, percebe os vários caminhos, e tem a oportunidade de exercer o seu livre-arbítrio. É como se no momento você estivesse abrindo um leque, experimentando tudo até descobrir aquele que integra melhor as chances de você se realizar.

Simbolos

Plano Espiritual: "O Conhecimento instintivo do que é próprio ou impróprio, a Lei moral que governa a consciência e dá transcendência aos atos. "

A Deusa Neith, deusa da guerra, portando um arco e uma flecha. Considerada deusa da criação, foi a primeira procriadora, concebeu o mundo e diversos deuses desde Rá a seu inimigo Apofis. Protetora dos caixões e dos vasos de vísceras. Em alguns mitos Neith aparece como conselheira, como por exemplo, no mito onde o conselho de deuses escolheu quem iria assumir o trono de Osíris na Terra, Neith aconselhou que Hórus assumisse o trono de seu pai, que era seu por direito, e que a corte concedesse em consolo para Seth, algumas deusas menores para flertar com ele. Esta decisão não foi aceita por Seth, o Deus do Caos. E os dois deuses prosseguiram a guerrilhar pelo trono. No fim o trono foi herdado por Hórus, como previsto pela deusa, porém Seth ganhou um cargo honrável de protetor da barca solar do deus Ra. A indecisão fala da busca de soluções através do estudo das possibilidades, que o Arcano da Indecisão aponta na vida do consulente. A deusa Neith aponta para o futuro, o símbolo da conexão entre o que a pessoa deseja e a possibilidade da realização. Simboliza o envolvimento, o a força que move a criação.

Plano Mental: "A Abstinência e a Gula, a Liberdade e a Necessidade, o Dever e o Direito como forças operantes. "

O rapaz está com os pés no passado com os braços cruzados, numa atitude de meditação, de repouso, de não agir. A cabeça voltada para o lado esquerdo, olhando para o futuro. Do lado dele duas mulheres – uma representa a mãe e a outra a noiva – ele está na passagem da família constituída para a constituição de sua própria família, o casamento. Esta cena mostra a passagem da adolescência para a idade adulta, e por isso a deusa Neith aponta a mulher jovem. Ela é o símbolo do livre-arbítrio, do homem poder escolher o seu caminho. O que está determinado no Homem não são os fatos que vão acontecer no seu caminho, mas sim os seus dons.

Plano Fisico: "A determinação da conduta, o matrimonio ou o celibato, é a Abstinência das inclinações do apetite ou o desfrute sem preço a satisfação. "

Um rapaz com os pés no ápice de uma pirâmide. Os egípcios construíram as pirâmides com o objetivo de captar e transmitir energia, era a “máquina” que transfere a alma (o Ba) do Rei falecido para o mundo dos deuses, e seu Ka (força vital associada com o corpo) para o submundo. Cabia aos mortais fazer oferendas para manter o falecido vivo, até que estes completassem a jornada pelo submundo e sobrevivessem do julgamento de Osíris, se transformando na Akh (o ser iluminado, eterno). Os lados inclinados da pirâmide eram como os raios de sol ou escada que levava o espirito ao céu. Os cruzamentos de linhas formavam captadores de energia, concentrando-a na pirâmide e através da pirâmide invertida emanar força para a terra; como se ela fosse capaz de fertilizar o solo. Indica que a pessoa se encontra um pouco dividida, com sua alma Ka presa fluindo fertilizando o solo, e oportunidades se abrindo, para que possa voar e as duas se unir no futuro para conquistar a Akh, que só é conquistada após o finado passar pelo julgamento de Osíris e provar que seu Coração é tão leve quanto Pena da Verdade. Assim possuindo para sempre o Akh e podendo viver eternamente. No futuro a Verdade, o caminho correto, será encontrado representado pela Pena na cabeça da deusa Neith no plano espiritual.

Astro e a Casa: Netuno em Peixes - Vênus
Princípio: "A Indecisão no ato de escolher entre dois caminhos."
Dica da Cabalah: Vau: O mistério da causa operante que atua em determinado ser. O princípio do Verbo como causa eficiente, o conhecimento do Bem e do Mal, a Lei Natural, o vício e a virtude como elementos da ação transcendente.

Exemplos

  • Ampliar a visão
  • Conhecer gente nova
  • Desenvolver planos e dar os primeiros passos de um novo projeto
  • Iniciar uma carreira paralela ao que faz
  • Semear uma nova vida.
Exemplos: Ampliar a visão. Iniciar uma carreira nova, paralelamente ao que faz. Desenvolver planos e dar os primeiros passos de um novo projeto. Conhecer gente nova. Semear uma nova vida.
Amor: Você está querendo emoções novas. Não só trabalho, e sobrevivência, amar também é preciso.
Trabalho: Diversificação. Você já sabe tudo o que é exigido, está sedento por informações e técnicas novas. Um novo ambiente, atividades novas, cursos, tudo é bem-vindo para sua renovação.
Familia: A família é importante, mas não é a única coisa na vida. Você precisa sair um pouco de casa.
Caracter: Mente aberta - Sempre vê todos os lados das questões - Indeciso