# 02 - A Sacerdotisa

Sobre a Carta

Naipe: Naipe do Espírito
Verso: "O vento e as ondas vão sempre a favor de quem sabe navegar."
Naipe: Naipe do Espírito
Verso: "O vento e as ondas vão sempre a favor de quem sabe navegar."
Chaves: AMPLIAÇÃO DA CONSCIÊNCIA DE SI MESMO E DO TODO, BUSCA DAS RAZÕES DAS PRÓPRIAS FRUSTRAÇÕES, EXPANSÃO DAS EMOÇÕES, PROCESSO DE AUTO AFIRMAÇÃO, AMADURECIMENTO, INCORPORAÇÃO DE DONS E IDEIAS, SABEDORIA, SENSIBILIDADE
Astro: Lua em Cancer
Cabalah: Beth - 2
Sobre:

O segundo passo da Tarefa Kármica é entrar em si mesmo para descobrir a própria essência. É impossível saber quem eu sou, se não souber onde estou, de onde vim, o que represento. Assim a Sacerdotisa mostra um momento de introspecção e de descoberta. Ela simboliza a capacidade de nos conscientizarmos de nós mesmos e da realidade que nos cerca. A sensação é de estar descobrindo um pedaço seu, que se compõe de potencialidades, dons, ideais, sentimentos. Coisas que você escondeu de medo de não dar certo e se frustrar, ou de se sentir marginalizado. Na verdade, agora você estará percebendo que de um tempo pra cá este lado seu vinha se manifestando e, ao contrário do que pensou, está sendo mais aceito do que antes, e os resultados são bem melhores. É uma carta de autoafirmação, não no sentido vulgar, mas no processo necessário à formação da personalidade. Mas pode fazer você se sentir um pouco inseguro, pois este é um momento onde você está reconhecendo que já faz um tempo que estava sentindo que faltava alguma coisa. Estará olhando para suas carências. Mas não são fracassos que você vê nos seus anseios, são esperanças de realizar sua própria vontade. O seu ser está pedindo passagem. Preste atenção nos seus sonhos e fantasias. Eles serão um meio de comunicação direta com seu espírito. Você acabou de descobrir partes do seu ser. Aproprie-se delas dominando sua Alma, e assuma seus sentimentos. Você está se expondo, assumindo ideias e maneiras de ser, que até agora reprimia. Está dando tudo de si. Percebendo e manifestando seus sentimentos como nunca fez. No passado da carta mostra uma certa insegurança, você está assumindo personagens que representam aquilo que você sempre quis ser e fazer. Por isso tem muito medo de ser rejeitado ou de se frustrar. Mas quando a gente é, o nosso Ser realiza o Karma, ou seja, faz o que nossa função Kármica exige e conecta-se da forma certa com o ambiente. Dessa forma atinge também um retorno satisfatório. Às vezes este retorno pode demorar, mas acontece com certeza. Esse é o fenômeno da sincronicidade. Quando você exerce a função do seu espírito, o Universo compactua. Assim no futuro a sacerdotisa promete que você vai conseguir se autoafirmar e conquistar uma segurança maior.

Simbolos

Plano Espiritual: "Manancial da vida. "

A Deusa Ísis invade o plano Espiritual com suas coroas. Na cabeça, a cobra é o símbolo da iniciação e proteção, as coroas simbolizam os tronos do Egito: O Alto, Médio e Baixo Egito. Simbolizando a necessidade de união da mente e espírito.

Plano Mental: "Jogo dos opostos."

Na mitologia, a Deusa Ísis era a Grande Mãe, a Sacerdotisa. Dotada do conhecimento e de poderes ocultos. Ao redor dela, a Coluna de Djed e sua sombra. A coluna do lado esquerdo da carta (passado), é a real, e a do lado direito (direito) a sua sombra. Ressaltando as faculdades da deusa: a clarividente, com capacidade de ver o passado, o presente e o futuro. Em uma mão ela segura um livro, símbolo da sabedoria humana. Na outra a Chave da Vida, Akh, símbolo do saber adquirido nessa vida.

Plano Fisico: "Intercâmbio, duplicidade."

Djed, a coluna de Osíris e seu poder de reencarnação. A coluna colorida representa o renascimento. A coluna preta, a sombra, representa as vidas passada. Nessa carta se repete o jogo entre a luz e a sombra, reiterando o poder da sacerdotisa de olhar dentro de sua sombra, e trazer oque é especial para a luz, para a realidade.

Astro e a Casa: Lua em Câncer - Virgem
Princípio: "A Sacerdotisa no ato de exercer seu sacerdócio."
Dica da Cabalah: Beth: O símbolo do sonho. Representa a substancia divina, o princípio plasmante, a mãe, a Imaginação, a Ciência oculta e manifestada, o passado e o futuro feito sob a imagem do presente.

Exemplos

  • Criação
  • Descoberta de dons
  • Desenvolvimento mediúnico
  • Expansão de um novo estilo de arte
  • Terapia
Exemplos: Desenvolvimento mediúnico. Terapia. Criação. Expansão de um novo estilo de arte. Descoberta de dons.
Amor: Descoberta do Amor. Romance.
Trabalho: Realização de desejos ocultos, reprimidos. Oportunidade para se expor e adquirir confiança. Oportunidade de se dedicar à projetos que tinham sido adiados ou posto para trás.
Familia: Maternidade
Caracter: Emocional. Sensível.