# 1 - O Mago

Sobre a Carta

Naipe: Rei - Naipe do Espírito
Verso: "Sê em tuas obras como és em teus pensamentos."
Naipe: Rei - Naipe do Espírito
Verso: "Sê em tuas obras como és em teus pensamentos."
Chaves: Início de um novo setênio - Criação de uma nova estrutura – Construção de uma melhor forma de expressão de si mesmo - Definição de metas e objetivos - Encontro de uma nova direção de vida - Incorporação e exercício do próprio eu - Self
Astro: Sol em Aries
Cabalah: Aleph - 1
Sobre:

A primeira carta do Tarot mostra a essência do ser. O menino representa o espírito, expressa os dons e as potencialidades que já nascem conosco. Os símbolos na mão e na mesa representam os instrumentos que todo ser humano traz para se inserir no ambiente e cumprir a sua missão, que é exercer sua especialidade. Ou seja, O Mago indica que temos tudo o que precisamos para realizar a nossa Tarefa como ser humano. E cabe a nós nos mobilizarmos para a ação.
Os Arcanos Maiores descrevem um ciclo de sete anos. Em cada setênio, realizamos uma Tarefa Cármica, que consiste em desenvolvermos um feixe de dons. De 1 a 22, os Arcanos Maiores descrevem a trajetória que percorremos para atingir esse objetivo (veja o capítulo da Estrutura dos naipes). A primeira carta indica um momento em que você está definindo as bases para o desenvolvimento da tarefa do setênio. O Mago mostra que você está iniciando uma nova vida. Para isso, vai fazer uma grande depuração, vai eliminar tudo o que não precisa mais, e reunir apenas o mínimo necessário para este reinício.
Como um menino, você se vê cheio de potencialidades, com muita vontade de abrir espaço para desenvolver o seu cabedal. Tem nas mãos os instrumentos básicos para isso, o espelho, o vaso, a espada e a moeda. Eles significam os quatro setores fundamentais da vivência humana:
Com o espelho, que representa o poder de transformar a natureza para suprir as suas necessidades, você vai construir uma base sólida para seu desenvolvimento. Vai redefinir: moradia, fonte de renda, cotidiano, laços afetivos. Enfim, todos os esteios para a sua subsistência e conforto, material e emocional.
Com o Vaso, que representa o coração, ou a Alma para os egípcios, você vai buscar uma melhor adaptação ao ambiente: vai querer se inserir na sociedade com um novo perfil. Vai criar uma melhor maneira de se expressar, dentro dos limites do seu ambiente. É hora de definir melhor quem você quer ser e quem você quer ao seu redor.
Com a Espada, que representa a necessidade humana de imprimir sua identidade, você vai buscar no seu cabedal, que é único (dons, na sabedoria herdada ou adquirida por meio do interesses particulares de cada um), quais os ideais e as qualidades necessárias para se expandir nesse momento e quais as dificuldades a superar para poder realizar seus objetivos.
Com a Moeda, que representa a busca da Beleza e do Saber, você vai definir um novo rumo para sua vida. Baseado nos seus interesses, vai buscar conhecer e se relacionar com aqueles que têm os mesmos valores. Vai analisar o quanto está sendo útil e o que está ganhando com isso, sabedoria e bens.
Ao finalizar o setênio anterior, você se sente muito diferente, você mudou muito, é uma nova pessoa e agora está definindo um novo sentido de vida. Descobriu que tem o poder sobre si mesmo e sobre sua própria vida. Percebeu que pode determinar os próprios passos. Identificou situações que estão te motivando, porque permitem que você exerça seu ser. Momento iluminado, pois você está descobrindo sua essência, um pedacinho do seu espírito, e isto traz uma motivação constante, que vai perdurar por sete anos.
A carta número Um representa um momento onde a pessoa está se centrando e identificando tudo o que ela precisa para iniciar uma nova etapa de vida. Ela aparece no momento em que a pessoa está começando o setênio. Por isto, é a carta que indica o início de situações importantes que englobam uma necessidade de reorganizar todos os quatro setores mais importantes, relacionados com os quatro naipes: estruturas de sobrevivência; posição social e manifestação dos dons; realização pessoal; e aprendizagem e manipulação do auto estímulo.

Simbolos

Plano Espiritual: "A síntese do todo a iniciação nos mistérios e o poder para decifrá-los e servir-se deles."

Os olhos de Uachet, Ra ou Horus, são citados em diversos mitos egípcios. Por exemplo, no duelo contra Seth, o deus do deserto e tempestades, Uachet foi esquartejado e depois reconstruídos por Hathor e Thot. Os olhos representam as fases da lua e o eclipse, o sol e a lua (Ra e Toth), símbolo da vida, ressurreição, cura e proteção.

Plano Mental: "O poder volitivo, de transmutação e da coordenação. Da aptidão para propor, considerar e resolver os problemas, despertar e dominar as paixões."

A figura principal desta carta é um jovem, filho de Faraó (Akhenaton, Setna ou Nefrekeptah), curioso em descobrir os segredos da vida. Ele se depara com vários objetos que o ajudam na jornada em que está prestes a embarcar. A “Jornada em Busca do Ser.”
Na frente dele está um cubo, com a inscrição do pássaro Íbis, símbolo do deus Thot, o grande Mago Egípcio, deus da sabedoria, da magia, da ciência, do tempo, da astronomia e da escrita. O Tarot em si é considerado “O livro de Thot. ” Então, como a primeira carta do tarot, esta é a primeira página do “Livro de Thot”, que, de acordo com a mitologia egípcia, contém toda a sabedoria dos deuses.
Sobre o cubo estão a moeda, a espada e o vaso, que juntos do bastão da mão do Mago, formam os quatro instrumentos que o menino vai ter que aprender a usar para poder se inserir dentro do seu universo, que para nós significa o ambiente determinado pelo momento histórico no qual vivemos. Esses quatro objetos são relacionados com os quatro naipes do baralho e com os quatro objetos que aparecem ao redor do mesmo personagem no Arcano do Regresso (carta 22).

Bastão espelhado: Naipe de Paus. É o primeiro instrumento que ele vai ter de aprender a utilizar para criar o reflexo da sua mente no mundo físico. Mostra a tarefa de criar estruturas básicas: estudos, sobrevivência, casa, estabilidade emocional. Com o Bastão Espelhado, o menino conquista o Cajado, símbolo da autonomia, que aparece na carta 22.
Vaso: Naipe de Copas. Representa a tarefa do indivíduo de estabelecer papéis de acordo com seus dons para conquistar seu espaço dentro da sociedade. Com o vaso, ele atinge a Pele de Leopardo, símbolo da maioridade e do sacerdócio.
Espada: Naipe de Espadas. Utilizando-se da Espada, o menino terá que descobrir como utilizar seus talentos para promover a evolução da humanidade, realizando assim sua Função como indivíduo. Dominando o Crocodilo, que representa as forças de manutenção do já estabelecido, no Arcano do Regresso.
Moeda: Naipe de Ouro. Através da Moeda, o Jovem terá de aprender a discernir o valor das suas capacidades e do conhecimento adquirido e saber canalizar o uso disso de acordo com seu sentido de vida para obter o crescimento e o saber, representado pela Chave da Sabedoria na figura do sacerdote da carta 22.

Dentro do cubo Íbis, a ave sagrada representa Thot, o deus chamado o “Um”, que era autogerado e autoproduzido.  Representa a unicidade do Ser.

Plano Fisico: "A organização dos elementos naturais e o domínio das forças em movimento, dando aptidão para adquirir e dispor, criar modelos e aplicar. "

Temos nessa carta dois cubos: um no Plano Material, outro no Mental. O cubo representa a bagagem que todo indivíduo traz na sua essência: Dons, virtudes, memória genética e vidas passadas.

Astro e a Casa: O Sol em Leão - Mercúrio
Princípio: "O Mago criador no ato de criar."
Dica da Cabalah: Aleph: Os mistérios do bom guia. Representa a unidade, a unicidade, o princípio das coisas, o pai, o mundo como manifestação, o homem como unidade vivente completa em si mesma, o fundamento, a razão dos atos.

Exemplos

  • Casamento
  • Compra de uma propriedade
  • Entrada na faculdade
  • Independência dos pais
  • Nascimento ou geração de um filho
  • Primeiro emprego
  • Unidade de pensamento e emoção.
Exemplos: Emprego onde a pessoa vai desenvolver uma nova profissão. Entrada na universidade (sendo que esta é, realmente, uma oportunidade para o desenvolvimento dos dons). Início de um relacionamento com a Alma Gêmea. Nascimento do primeiro filho. Construção de casa ou negócio próprio.
Amor: Você resplandece você! Se sua Alma Gêmea ainda não está do lado, agora com certeza ela vai te achar! Ano para casar, ou gerar um filho.
Trabalho: Início de um trabalho estável. Negócio próprio. O empreendimento ou atividade que começa com essa carta perdura por no mínimo 7 anos. Carreira sólida. Esteio para atividades a longo prazo.
Familia: Início de uma nova fase na vida da família. Propriedade.
Caracter: Sólido. Concreto. Coeso. Iniciador. Mestre. Iluminado. Pioneiro